Ser farmacêutico

A área da farmácia tem despertado cada vez mais interesse nos jovens. Ser farmacêutico é o desejo de muitos estudantes que procuram um futuro na área da saúde.


Existem diferentes tipos de farmacêutico: farmacêutico comunitário, farmacêutico hospitalar, farmacêutico analista clínico, farmacêutico da indústria farmacêutica, farmacêutico na distribuição grossista e outras áreas, entre elas a promoção de serviços farmacêuticos, que explicamos melhor de seguida.


Farmacêutico comunitário: é, normalmente, o primeiro contacto entre o utente e o Serviço Nacional de Saúde (SNS), uma vez que atua nas farmácias. Estes profissionais promovem a literacia em saúde, informando sobre doenças e como as prevenir e fazem a dispensa de medicamentos, informando também sobre os mesmos. O farmacêutico comunitário pode ainda ajudar na avaliação de patologias autolimitadas ou doenças passageiras que possam ou não requerer tratamento médico e, quando necessário, aconselhar o utente a consultar o médico de família ou a especialidade que melhor se adequa à situação.

Farmacêutico hospitalar: este profissional exerce as suas funções nos serviços farmacêuticos dos hospitais. Entre outros, fazem o controlo de qualidade, asseguram a interpretação e validação das prescrições e colaboram na tomada de decisões terapêuticas.

Farmacêutico analista clínico: as funções deste profissional de saúde estão ligadas ao diagnóstico laboratorial, onde desenvolvem várias funções. Entre elas, intervêm nas análises clínicas e investigação biológica ou farmacêutica.

Farmacêutico na Indústria Farmacêutica: esta área da farmacêutica abrange diversas responsabilidades, desde a investigação à produção e comercialização de medicamentos para as áreas da saúde humana, saúde animal, biotecnologia, os meios de diagnóstico in vitro, entre outros.

Farmacêutico na distribuição grossista: os farmacêuticos na distribuição grossista asseguram a disponibilização de medicamentos e produtos de saúde nas Farmácias, Hospitais e Unidades de Saúde, garantindo o seu correto armazenamento, conservação e acesso. São também estes profissionais que implementam sistemas para o combate à contrafação e falsificação de medicamentos.


Para obter o título de farmacêutico é necessária a inscrição como membro efetivo na Ordem dos Farmacêuticos. Em Portugal existe um variado leque de formação académica na área da Farmácia. Consulte o sítio da Direção-Geral de Ensino Superior para conhecer mais sobre a oferta formativa.

Ainda restam dúvidas sobre que curso/ área escolher? Consulte as nossas psicólogas de Orientação Vocacional. Saiba mais informações através do 234 100 001 (Aveiro) 213 404 602 (Lisboa) 221 201 431 (Porto) ou através de ditame@ditame.com.


Fontes:
https://www.ordemfarmaceuticos.pt/pt/
https://www.ordemfarmaceuticos.pt/fotos/documentos/doc11907_625741975924116a330ab.pdf
https://www.dges.gov.pt/pt/pesquisa_cursos_instituicoes?plid=372&instituicao=&cursos=Farmácia&distrito=&tipo_ensino=&tipo_estabelecimento=&area=&tipo_curso=
https://www.grupoh.pt/pt/noticias/ser-farmaceutico-o-que-e
https://www.farmacianova.pt/concurso-o-que-e-ser-farmaceutico/
 

Localização