Notícias
DIÁRIO AVEIRO - DITAME
DIÁRIO AVEIRO - DITAME
2012-02-08

Ditame - Gestão de Pessoas

Alarga a sua área de actuação para a Orientação Vocacional

A Ditame Gestão de Pessoas, vocacionada para a consultadoria nas diversas vertentes da Gestão de Recursos Humanos, está desde Outubro de 2007 em Aveiro, onde tem a sua sede na Avenida Dr. Lourenço Peixinho, 175, 6.º andar. A empresa tem, ainda, escritórios em Lisboa, na Av. da Liberdade, 110,e na Maia, na Rua Eng.º Frederico Ulrich, 2650. Decorrente do trabalho desenvolvido, no âmbito da avaliação de pessoas e na sequência de múltiplas solicitações, constatou a necessidade de criar o serviço de orientação vocacional.

 “A empresa tem três grandes áreas de negócio com maior expressividade, sendo elas o recrutamento e selecção, a avaliação psicológica e o trabalho temporário. A diversidade de pessoas e clientes que estas áreas abrangem permitiram-nos um contacto privilegiado com os diversos contextos familiares e constatar que a área do emprego começa a ser uma preocupação, logo na idade escolar, onde se tomam grandes decisões, com implicações decisivas para o futuro profissional. A orientação a este nível pretende ajudar a fundamentar as escolhas com base nas competências, interesses e preferências. Certos de que as escolhas que se fazem, influenciam de forma determinante a nossa vida e a vida dos que connosco convivem, desenvolvemos este serviço, que pretende ser um instrumento de apoio à decisão do percurso escolar de jovens e adultos”, refere Rosa Oliveira, directora geralda empresa.

 A orientação vocacional consiste numa avaliação de competências, através de provas intelectuais, de personalidade e inventário de interesses e preferências vocacionais, bem como uma entrevista feita por psicólogo com cédula profissional.

 O resultado final é transmitido sob a forma de um relatório individual, onde são transmitidas as áreas com as quais o jovem terá mais afinidade na aquisição de conhecimentos e apetências. São, ainda, disponibilizadas informações acerca das várias alternativas, em termos de percurso académico e profissional, que possibilitará ao orientando, avaliar, de forma mais operacional, as opções disponíveis em termos de percurso académico e futuro profissional.

 Este serviço, efetuado nos três escritórios da empresa, assumiu particular relevância no escritório de Aveiro, dado que, na região Centro, era um serviço menos praticado e onde os jovens e pais que pretendiam aceder à orientação vocacional se viam obrigados a deslocar com frequência a Lisboa ou Porto." 

Ver o artigo original do Jornal em PDF

« Voltar à página de Notícias